Current Date:abril 20, 2024

Anna Castillo fala sobre os desafios de gravar “Destinos à Deriva”

Longa é sucesso da Netflix.

Destinos à Deriva é sucesso na Netflix. O longa de sobrevivência estrelado por Anna Castillo estreou na plataforma no final de setembro e rapidamente conquistou o Top 10 em países como Brasil, Austrália, Canadá, Alemanha, entre outros.

Sob direção de Albert Pintó, o filme acompanha Mia (Castillo), uma jovem grávida que foge de um país em guerra escondendo-se em um contêiner a bordo de um navio de carga. Depois de uma violenta tempestade, Mia dá à luz enquanto está perdida no mar, onde precisa lutar para sobreviver.

Em entrevista ao serviço de streaming, atriz contou detalhes da gravação e preparação para a personagem, o que resultou em uma performance de alto desempenho.

“Acho que a maneira como o roteiro foi escrito e como o filme se desenvolve, ela tinha que ser uma garota com paciência, calma, forte, muito vulnerável no início, mas forte no final. Portanto, é algo que fomos construindo pouco a pouco para criar o arco ideal”, contou sobre a personalidade de Mia.

No projeto, Anna atua na maior parte das cenas sozinha, o que foi um desafio. “Senti muita pressão e muita responsabilidade no sentido de que queria fazer tudo certo. Era um longa muito técnico. Então, eu estava superconcentrada em garantir que meu desempenho e a organicidade não fossem comprometidos por tanta técnica. Senti falta de um parceiro de cena, mas, inevitavelmente, essa solidão me ajudou um pouco no processo de concentração e de estar mais focado na personagem”, detalhou.

No longa, Mia encara muitas dificuldades em alto mar. A água também foi algo um obstáculo superado durante as filmagens. “Afinal, estamos fazendo um filme, tudo tem muito cuidado e é muito seguro. A água foi um componente adicional desse projeto que, às vezes, foi muito incômodo, muito desconfortável. Ficar molhada por oito semanas. Foram trocas constante de roupas, repetições constantes para me secar, mas isso fez parte do filme e do papel”, disse sobre os bastidores.

O preparo para encarar Destinos à Deriva começou cedo. “Antes de começar a filmar, fiz um curso de mergulho em águas abertas porque havia cenas subaquáticas, com pessoas com equipamento de mergulho, com regulador. Construir aquela piscina, um contêiner que estava submerso na água, é algo que não tínhamos feito e devo dizer que deu muito certo”, avaliou.

Na internet, espectadores consideraram a atuação de Ana digna de importantes premiações, como o Oscar. A espanhola já conta com um grande feito em seu currículo, a vitória de um Goya em 2016.

Confira o trailer abaixo: