Current Date:abril 11, 2021

Carol Biazin comenta sobre “Sempre Que Der”, parceria com Vitão, primeiro álbum e adianta colaboração com Gloria Groove

Nova faixa da cantora foi disponibilizada na última sexta-feira (21).

Uma das mais aguardadas colaborações do cenário pop brasileiro finalmente aconteceu! Na última sexta-feira (21), Carol Biazin e Vitão divulgaram o single Sempre Que Der. A faixa fará parte do primeiro álbum da cantora previsto para ser lançado no final do ano.

Sempre Que Der foi criada pelos cantores junto a Day, Tiê Castro e Los Brasileiros durante um acampamento de composição, e primeiramente seria destinada para outros artistas. Em coletiva de imprensa, Carol contou detalhes sobre o trabalho:

“A música já existia faz um tempo, a gente sempre fazia campings de composição dentro da HEAD Media, sempre com essa mesma turminha. Nós começamos escrever sem pretensão de ela ser nossa, tentamos mandar ela para Ludmilla e  para a galera do Ferrugem. Estávamos imaginando um feat entre uma cantora pop com um cantor do pagode e já  estávamos trazendo essa roupagem na produção mesmo. Só que acabou que eu e o Vitão gravamos essa guia nas nossas vozes  e não conseguimos nos desapegar mais, a música ficou muito nossa, colocamos uma identidade muito da hora nela. Depois a produção acabou mudando para fazer parte do meu projeto, para ficar coeso com o que vai vir e o que já veio”.

Coletiva online com Carol Biazin

ESPERA DO PÚBLICO PELO FEAT ENTRE CAROL BIAZIN  E VITÃO 

Devido a amizade de anos entre os cantores, os fãs ansiavam há bastante tempo que ambos dividissem os vocais em uma faixa.  Em relação ao momento certo de trazer à tona a colaboração, a dona de Sem Filtro contou:  

- OFF ENTREVISTA: CAROL BIAZIN CONTA DETALHES DE “SEM FILTRO” E COMENTA SOBRE ÁLBUM DE ESTREIA

“A gente não sabe porquê demorou tanto. Na verdade, penso que foi uma questão de timing. O Victor estava em um momento da carreira, em que ele estava lançando várias paradas, parcerias, estava com o álbum engatilhado. Sempre Que Der nasceu antes do disco dele, ela chegou a ser cogitada para ser um feat dentro do álbum. Só que a gente não queria utilizar ela de uma forma que não fosse possível  trabalhar como um single, pois sabíamos o potencial, onde ela poderia chegar. Eu falei ‘não vamos desperdiçar, deixa comigo que eu vou usar ela direitinho, no momento certo para puxar toda uma história de um álbum’. Então teve um sentido ter tido tanta espera e isso causou muitos comentários, pois a galera que nos segue, sabe que somos amigos e sempre perguntava ‘meu deus, quando que vai sair o feat?’,  a gente recebia isso todo dia. Era algo que o pessoal estava esperando e nós demos uma alimentada nisso durante um bom tempo, deixamos eles de molho. E agora saiu, acho que ninguém estava esperando esse tipo de música da gente, acho que estavam esperando até outra coisa, acredito que foi por isso que demorou”.

VIDEOCLIPE NA QUARENTENA

Com produção do coletivo Los Brasileiros, Sempre Que Der conta a história de um casal afetado pela distância e traz influências de melodias de pagode com misturas de R&B e Pop. O videoclipe da canção foi revelado na manhã do lançamento. 

“O clipe foi uma doideira! Quando recebi o roteiro, me deu medo, eu e o Vitão falamos “meu Deus, será que vai ficar bom? A gente mesmo vai gravar isso? Como é que é?”.  O Vitão já tinha feito um clipe na casa dele, então nós  estávamos  com medo, a gente não queria que ficasse nada parecido com o que a galera estava fazendo. Acabou que fizemos essa estética de juntar as telas, de trazer uns recortes, fazer um prisma. Chamamos o Rodolfo Magalhães, que é um fotógrafo incrível, para fazer os cliques da gente na quarentena e, ao mesmo tempo, ele ajudou na montagem do clipe. Tem muito dedo dele ali, muita estética dele também e acho que deu essa cara da hora, por isso que ficou tão diferente assim”, contou Carol Biazin sobre a criação do videoclipe. 

O trabalho audiovisual foi gravado sob a direção da dupla Player2 durante a pandemia de Covid-19, seguindo todos os protocolos de segurança e distanciamento social, e apresenta os artistas como os protagonistas da história.

O TÃO AGUARDADO DEBUT ÁLBUM

O primeiro álbum de Carol Biazin deve chegar ainda neste ano. Como a artista havia comentado anteriormente em entrevista ao OFF, o disco estava sendo criado durante a quarentena e sendo feito direto de casa. Durante a conversa com os jornalistas, a cantora revelou que todos os vocais já foram gravados:

“Já estou no processo de receber as mixes e bater o martelo de ‘é isso, aumenta aquela voz ali’, fazer aquela coisa chata, já terminei de gravar tudo, gravei tudo aqui nesse cantinho e foi um doideira porque a minha gata miava o tempo inteiro, mas saiu (risos)”.

Carol Biazin durante coletiva

Com influências de Beyoncé, Kiana Ledé, Tori Kelly e até mesmo de Numanice, o EP de pagode de Ludmilla, “eu descobri que o R&B e o pagode estão muito junto, as harmonias são muito parecidas”; o trabalho será baseado na coesão, trará em cada faixa algo distinto e proporcionará sensações diferentes em cada uma. Para seu debut álbum, a jovem apostará no 50/50, em duas personas: a Carol romântica e a Carol apresentada em Cancela. “Falo que o meu álbum é meio/meio. É tudo muito R&B, nunca fiz nada tão R&B quanto esse disco. Com certeza ele tem essa coisa sensual e romântica de Sempre Que Der e também vai ter muito deboche, muito carão, muito R&B  2000. Vai ter de tudo! Eu quero servir todo mundo com esse álbum”, adianta.

A cantora revela que o público pode esperar uma colaboração com Gloria Groove na tracklist do disco, uma canção bem anos 2000 e debochada. Além de não esconder o desejo de incluir um feat com algum artista de pagode.

Apesar de ter previsão de lançamento para o fim de 2020,  a data exata de divulgação do debut álbum ainda está sob análise, a recepção do público e o momento em que estamos vivendo, a pandemia do novo coronavírus, são fatores a serem considerados para a estreia do projeto.

“Queremos muito lançar ele no final do ano, mas também estamos fazendo um estudo. Como lançamos agora a primeira música do disco, queremos sentir como a galera está recebendo ela. Creio que esse momento é muito importante até porque acredito que este é o momento em que estou tendo maior projeção, tenho consciência disso. O feat está me proporcionando coisas gigantes e vai proporcionar coisas maiores ainda. Penso que temos que fazer esse estudo, mas já tenho clipe engatilhado, outras paradas, logo vão sair outras coisas, não vou mais demorar tanto tempo para alimentar o público, acho que isso é o principal. Mas queremos testar algumas coisas, então se o álbum vai sair agora, no final do ano, é uma incógnita, não quero dar essa certeza ainda, até porque a quarentena deixa todo mundo meio louco, não sabemos quando ela vai ter fim”, afirma.

PLANOS FUTUROS

Com o disco encaminhado, Carol Biazin já está focada no futuro, a artista promete uma parceria bombástica para o início de 2021.  “Ainda não posso revelar, mas acho que o público vai ficar ‘eita! Meu Deus! A menina que critica a galera que impõe está se juntando com o pessoal que faz isso”, libera um pequeno spoiler.

Pós-pandemia, a artista também pretende realizar shows e pretende levar não apenas aos palcos, mas também para os bastidores a força feminina. “Quero fazer um show que tenha potência e que traga o poder feminino. Como no projeto do Sem Filtro, que possui a banda só com mulheres, é isso que eu quero levar, quero levar as meninas comigo, quero trazer isso não só no palco, mas desde a iluminação, no som, na produção”, comenta. “Eu quero ser uma agente transformadora nesse quesito”, finaliza.

Confira a última OFF Entrevista com a Carol Biazin: 


Continue acompanhando a Carol Biazin:

 Instagram | Facebook | Twitter | Youtube | Spotify