Current Date:maio 5, 2021

Conversamos com Mateus Pain, YouTuber de apenas 20 anos que transformou a internet em trabalho

Mateus Pain – o  jovem de Belo Horizonte, conhecido pelos fãs como – “Painzeiro”, usou sua criatividade para produzir vídeos divertidos e despretensiosos em seu canal no youtube, e em apenas 4 anos já conseguiu atingir mais de 6 milhões de inscritos, o tornando cada vez maior entre o público adolescente.

Com o sucesso do seu canal, em 2018, Mateus Pain foi convidado pela Nickelodeon para participar de uma série em Miami. Desde então ele não parou mais e, de lá para cá, já trabalhou com diversas marcas importantes incluindo Hot Park, Costa do Sauipe, Epic Games, Fortnite e os gigantes Lollapalooza, Marvel, iFood e Coca-Cola.

O Offstage bateu um papo com Pain sobre inspirações, apoio, família e o assunto do momento: o que ele tem feito nessa quarentena. Confira:

OFF: Você criou o canal com 16 anos de idade, e não demorou muito para crescer e atingir milhões de seguidores. Qual foi o momento desse “bum” e você percebeu que as coisas estavam ficando sérias?

Mateus Pain: Foi tudo muito de repente, comecei gravando vídeos em casa mesmo sem muitos recursos e mesmo assim a galera começou a gostar e acompanhar. Em um período de dois meses eu sai de 200 mil inscritos para 1 milhão. Foi muito rápido e eu fiquei muito feliz e também percebi o tamanho da minha responsabilidade a partir daquele momento.

OFF: Durante esse processo de entender e decidir que era isso que você queria para sua vida, quem foi seu maior incentivador?

M: Meus pais sempre foram e são os meus maiores incentivadores, sempre acreditaram em mim e me ajudaram em tudo. Não só eles, minha irmã mais velha também me ajudou bastante e está comigo até hoje me ajudando.

OFF: Nesse período difícil que estamos vivendo de confinamento social, como têm sido pra você e com quem você está passando a quarentena?

M: Tem sido complicado no sentido de que as vezes a gente precisa comprar algum material para as gravações que estão sendo feitas todas em casa, mas nada que não dê para resolver. Estamos em 8 aqui em casa. Meus pais, meu irmão mais novo e minha equipe. Estamos tendo mais tempo também para trabalhar bastante, produzindo bastante coisa legal para ajudar a galera a ficar em casa e ter com o que se distrair nesse momento difícil.

OFF: Você gravou um vídeo dando dicas do que fazer nessa quarentena com trolagens, brincadeiras e jogos. Terão outros conteúdos assim no canal?

Confira:

M: Eu gravei e a galera gostou bastante, mas agora vou gravar de um outro jeito vou mostrar o que eu estou fazendo nesses dias em casa, além de trabalhar bastante e criar os vídeos, faço outras coisas pra me divertir também. Então agora o vídeo vai ser do que eu estou fazendo de uma forma divertida.

Confira o que Pain está fazendo na quarentena:

OFF: Como funciona o processo de criação dos seus vídeos? As ideias são todas suas, ou é tudo em equipe? Com quantas pessoas você trabalha? Se tiver que arriscar em coisas novas, você faz ou prefere não mexer no time que está ganhando?

M: É tudo em equipe! A gente sempre senta e conversa sobre tudo, tenta alinhar e ver como vamos fazer e como vai ficar. Às vezes eu passo um ou dois dias criando um roteiro e depois todo mundo ajuda a encaixar as ideias e sempre dá certo. O vídeo tem que ter começo meio e fim, e essa parte é a mais difícil sempre. Nós somos em 5 na equipe, 3 ajudam com as gravações e dois na edição.  Se tiver que mudar e fazer coisas novas eu também faço! Não tenho medo de arriscar e aprender.

OFF: Quais são suas inspirações para os vídeos? Filmes, séries, outros youtubers?

M: Eu me inspiro muito em filme, eu gosto muito de assistir tudo de super herói, comédia e comédia medonha, dessas que dão susto e são engraçadas. Então eu vejo filme e já penso em como posso usar alguma coisa dali pra produzir os meus vídeos, gosto muito de ver como funciona o making of das gravações até para aprender mais sobre o processo de criação.

OFF: Qual mensagem você gostaria de deixar para os fãs nesse momento de quarentena?

M: Tem que ter que paciência, respeitar as ordens de segurança e ficar em casa. Se todo mundo ajudar tudo isso acaba mais rápido.

Continue acompanhando Mateus Pain em seu canal oficial: