Current Date:setembro 21, 2021

David Archuleta se assume LGBTQIA+ em carta aberta sobre sexualidade e religião

Cantor compartilhou longo e emotivo texto nas redes sociais.

David Archuleta revelou neste último sábado (12) que faz parte da comunidade LGBTQIA+. O cantor se assumiu para o público em uma emocionante carta aberta compartilhada em suas redes sociais, na qual reflete sobre os desafios entre equilibrar sexualidade e religião.

No texto, Archuleta — que faz parte da Igreja Mórmon—, comentou que ainda está descobrindo sua orientação e que gostaria de falar sobre assunto para ajudar aqueles que também passam pela mesma situação e batalham internamente devido às suas crenças.

Confira a tradução da carta na íntegra e o post original abaixo.

“Gosto de guardar para mim mesmo, mas também achei importante compartilhar isso porque sei que muitas outras pessoas de educação religiosa sentem o mesmo. Tenho sido sincero comigo mesmo e com minha família próxima há alguns anos que não tenho certeza sobre minha própria sexualidade. Eu me assumi em 2014 como gay para minha família. Mas então descobri que tenho sentimentos semelhantes tanto para homens quanto para mulheres, que é identificado como sendo bissexual. Ainda estou tentando descobrir as coisas, pois também aprendi que não tenho tantos desejos e impulsos sexuais como a maioria das pessoas, o que é bom acho, porque tenho um compromisso de me guardar para o casamento. O que as pessoas chamam de assexual quando não possuem necessidades sexuais. Há pessoas passando pelos mesmos sentimentos de ser LGBTQIA+, (sei que são muitas letras que muitas pessoas não entendem, mas há muitas experiências únicas que as pessoas sentem e vivem que as fazem sentir-se isoladas e sozinhas que são representadas), muitas delas lutando para seguir suas crenças que são tão importantes para elas como as que eu tenho. Não sei o que fazer sobre isso e não tenho todas as respostas. Eu apenas os convido a considerarem a possibilidade de abrir espaço para serem mais compreensivos e compassivos com aqueles que são LGBTQIA+, e aqueles que fazem parte dessa comunidade e tentam encontrar esse equilíbrio com sua fé, que também é uma grande parte de sua identidade como eu. Penso que podemos fazer melhor como pessoas de fé e cristãos, incluindo os mórmons, para escutar mais sobre a luta entre ser LGBTQIA+ e uma pessoa de fé. Há mais coisas do que você pode imaginar passando nessa luta depois de todos os mal-entendidos que vêm com ela. Eu não acho que deva se resumir a sentir que você tem que aceitar um ou o outro. Para eu encontrar a paz, a realidade tem sido aceitar que ambas são coisas reais que eu vivo e fazem quem eu sou. Ainda não descobri o que isso significa, mas agradeço a você por ouvir este assunto pessoal. Mais uma vez, não me sinto à vontade compartilhando isso, mas senti que precisava trazer mais consciência às pessoas em minha mesma situação e fazer com que vocês soubessem que não estão sozinhos. Você pode fazer parte da comunidade LGBTQIA+ e ainda acreditar em Deus e em Seu plano religioso. E as pessoas que não experimentam o que está fora da norma, sendo apenas heterossexuais, eu apenas suplico que você seja mais compreensivo com as pessoas que vivem isso e lutam com coisas que você pode não passar e compreender. Por quase 20 anos eu tentei mudar a mim mesmo até que percebi que Deus me fez como eu sou para um propósito. E ao invés de odiar, o que considerei errado, preciso ver porque Deus me amou pelo que sou e que isso não é apenas sobre sexualidade. Tantos outros traços de quem eu sou vêm de como fui criado. Se outras pessoas escolherem viver de forma diferente do que você foi criado para acreditar que está certo, por favor, tenha compaixão, porque provavelmente foi uma jornada exaustiva para elas estarem bem com os sentimentos que têm e nunca foram capazes de mudar. Talvez elas não deveriam tentar mudar a maneira como foram criados para ser. Mesmo que você fique com tantas outras perguntas sobre fé e sexualidade como eu, acredito que estar aberto a ambas as perguntas e à fé é como recebemos as respostas. Deus abençoa aqueles que perguntam. Portanto, vamos continuar perguntando e buscando, e tendo compaixão e paciência. Obrigado por me escutar”.

Os últimos lançamentos de David Archuleta são Losin’ Sleep, divulgada em maio, e Be That For You, de abril. As faixas dão sequência ao álbum Therapy Sessions, disponibilizado em 2020.