Current Date:agosto 4, 2021

Demi Lovato, Dove Cameron, Ronen Rubinstein e mais 12 nomes que se assumiram parte da comunidade LGBTQIA+ recentemente

Veja alguns dos nomes que se assumiram como LGBTQIA+ nos últimos anos.

No último ano um grande número de artistas se assumiu, com muito orgulho, como parte da comunidade LGBTQIA+. Apesar de ser um tópico que não deveria mais ser assunto na mídia, o fato de um nome conhecido no mundo do entretenimento declarar sua orientação sexual ao mundo pode ajudar, e muito, aqueles que ainda estão no processo de entenderem quem são e até mesmo de se aceitarem. Por esse motivo, o OFF resolveu reunir em uma lista celebridades que se assumiram no último ano, e que com certeza impactaram muitas pessoas por aí.

Demi Lovato

No ano de 2017 durante seu documentário Simply Complicated, Demi chegou a revelar que saía tanto com homens quanto com mulheres e que estava aberta à relações humanas. Em 2020, durante uma entrevista com o apresentador Tan France, no evento Coming Out 2020, elu revelou qual foi o momento em que percebeu que era bissexual. Elu contou que foi ao assistir ao filme Segundas Intenções, com as atrizes Sarah Michelle Gellar e Selma Blair, durante uma cena de beijo entre as personagens.

Meses depois, Demi revelou durante uma entrevista ao podcast The Joe Rogan Experience que considerava que sua sexualidade era fluída e que se identificava como pansexual.

Passados dois meses após se assumir pansexual, Demi compartilhou em suas redes sociais que se identificava como pessoa de gênero não-binário.

“Todos os dias que acordamos, temos outra oportunidade e chance de ser quem queremos e desejamos ser. Passei a maior parte da minha vida crescendo na frente de todos vocês… Vocês viram o bom, o ruim e tudo entre isso(…). Hoje é um dia que estou muito feliz em compartilhar mais da minha vida com todos vocês – tenho orgulho de informar que me identifico como não binário e irei oficialmente mudar meus pronomes para ‘they/them’ daqui para frente.”

Pablo Alborán 

O cantor espanhol se assumiu gay em junho do ano passado através de um vídeo para o IGTV, intitulado Tenho algo a dizê-los.  Considerado um dos maiores expoentes da música espanhola, Alborán declarou:

“Sempre lutei contra qualquer expressão que vá contra qualquer liberdade ou igualdade, desde o racismo, a xenofobia, o machismo, a transfobia, a homofobia, qualquer tipo de ódio. E hoje quero que o meu grito seja um pouco mais alto e tenha mais valor e peso, estou aqui para dizer que sou homossexual, e tudo bem, a vida continua a mesma. Preciso ser um pouquinho mais feliz do que já era”.

Com 10 anos de anos de carreira e cinco discos de estúdios lançados, o galã de 32 anos é recordista de vendas, figurinha carimbada nas paradas musicais de diversos países, soma 19 indicações ao Grammy Latino, duas ao Grammy e possui até mesmo um Goya (o maior prêmio do cinema espanhol) em sua estante; em 2016, o malaguenho levou para casa a estatueta de Melhor Canção Original pela música tema do filme Palmeras En La Nieve.

 

View this post on Instagram

 

A post shared by Pablo Alborán (@pabloalboran)

Dove Cameron

Em agosto do ano passado, a atriz e cantora se assumiu bissexual publicamente durante uma live que fez para falar sobre sua nova música, We Belong. Durante a transmissão ao vivo, Dove estava fazendo um comentário e acabou revelando sua sexualidade.

“Eu acho que isso é realmente bonito, falando como alguém que é, bem…bi. Eu não queria que minha arte e a parte visual do meu trabalho refletisse apenas casais heterossexuais.”

 

Durante uma entrevista ao Entertainment Tonight, na última segunda-feira (07), a estrela de Descendentes revelou que sabia sobre sua sexualidade desde pequena e que isso a ajudou a se abrir com sua mãe e seus amigos.

“Na minha vida pessoal, eu sempre soube sobre minha sexualidade, acho que tive minha primeira conversa com minha mãe aos 8 anos e todo mundo que conheço desde então sabe que eu sou bi, acho que minha vida toda disse que era bi e sempre foi ‘ah ok’ nunca ninguém disse ‘uau’.”

Porém, mesmo sabendo desde cedo e tendo compartilhado com pessoas mais próximas, a artista contou para a revista Gay Times sobre o medo de se assumir.

“Nunca fiquei confusa sobre quem eu era. Senti que não seria aceita e tinha uma narrativa estranha de que as pessoas não acreditariam em mim.”

Oriana

A cantora, atriz e modelo revelou no início de 2021 ser bissexual. “Se há que pôr um rótulo, acredito que sim (sou bissexual)”, disse a argentina em uma sessão de perguntas e respostas no Instagram. Em 2018, Oriana já havia comentado sobre sua sexualidade, evitando se definir. “Não há nada mais bonito nesta vida do que se sentir e ser livre. Tenho esse sentimento porque ele me foi transmitido pela minha família. Não sei se sou lésbica , se gosto de mulheres, ou se sou bissexual, mas não teria preconceito sobre isso”, afirmou no Agarrate Catalina, programa da emissora radiofônica La Once Diez/Radio de la Ciudad.

Oriana Sabatini, conhecida apenas como Oriana, é uma das mais notáveis revelações do pop latino. A jovem ganhou reconhecimento no entretenimento como Azul Medina/Luz na série de Cris Morena, Aliados (2013) e se arriscou no mundo da música em 2017 com Love Me Down Easy. No mesmo ano, a artista abriu os shows de Ariana Grande e Coldplay em seu país.

Oriana também é popular no futebol devido ao seu relacionamento de quase três anos com o jogador da Juventus, Paulo Dybala.

Elliot Page

No final do ano passado, Elliot Page se assumiu transgênero com um post em suas redes sociais. O protagonista de The Umbrella Academy sempre foi um grande defensor e apoiador da comunidade LGBTQIA+ e em sua publicação fez questão de agradecer todas as pessoas que o apoiaram nessa jornada e confessou que não conseguia expressar o quão memorável era finalmente poder se amar o suficiente para ir atrás da sua verdadeira identidade.

Para todas as pessoas trans que lidam com assédio, auto-aversão, abusos e ameaças de violência todos os dias: eu vejo vocês, eu amo vocês, e farei todo o possível para mudar esse mundo para um lugar melhor.”

Paty Cantú

A cantora mexicana se assumiu queer em julho de 2020 enquanto promocionava o single La Mexicana no programa matutino Sale el sol. Paty afirmou durante a entrevista:

“Sou uma pessoa que sempre teve, por exemplo, parceiros homens, mas no meu coraçãozinho, me considero queer”.

Após cinco anos como parte do duo Lu ao lado de Mario Sandoval dupla conhecida no Brasil pela faixa Por Besarte da trilha sonora de Rebelde, Paty deu início a sua carreira solo em 2008, seu primeiro single Déjame Ir debutou em primeiro lugar no México. Desde então, a artista já gravou cinco álbuns de estúdio, conquistou prêmios como Los Premios MTV Latinoamérica, MTV Europe Music Awards e Éxito SACM, prêmio da Sociedad de Autores y Compositores de México (Sociedade de Autores e Compositores do México).  

Compositora de mão cheia, a artista já escreveu canções para Danna Paola, Eiza González, Alejandra Guzmán, OV7, María José e Dulce María. Devido ao seu talento, Paty logrou uma cadeira no Conselho Diretivo da Academia Latina da Gravação (Grammy Latino).

Ronen Rubinstein

Há cerca de dois meses o ator, intérprete do personagem Tyler Kennedy “TK” Strand, na série 9-1-1: Lone Star, revelou em uma entrevista exclusiva ao site da revista Variety que se considera bissexual e ainda contou que finalmente se sentia confortável com isso.

“Eu me identifico totalmente como bissexual. Eu literalmente fiquei arrepiado ao dizer isso. É tão bom falar sobre isso, é tão bom finalmente estar confortável com isso.”

O artista também revelou que a parte mais complicada em se assumir é o lugar de onde veio, Staten Island.

“A coisa mais importante para mim é de onde eu venho, é como se pessoas como eu e pessoas que se identificaram como bissexuais ou gays ou com qualquer parte da comunidade, vocês simplesmente não são bem-vindos. É brutalmente simples assim. Ou você enfrentou uma quantidade insana de palavrões, como se a palavra com F fosse jogada o tempo todo, ou você levaria uma surra se fosse gay. Portanto, havia definitivamente um medo de aceitar o que eu sentia. Eu estava definitivamente mais ciente disso no colégio. Eu estava ciente dos meus sentimentos e de como comecei a olhar para os homens, mas não conseguia falar com ninguém sobre isso.”

Um dos motivos que o fez assumir sua bissexualidade foi o fato de que isso pode ajudar pessoas que ainda tem dificuldade de se aceitar e até mesmo de se assumir.

“Quero que as pessoas saibam que esta é uma história de esperança e felicidade. Quero que as pessoas saibam que não estão sozinhas e que está tudo bem. Acredite em mim, eu sei que não é fácil. Meu caminho não foi nada fácil, mas é apenas mais uma coisa que posso compartilhar com as pessoas para ajudá-las e que saibam que estou aqui para ajudá-las. ”

Jojo Siwa

No começo do ano, a atriz, cantora e dançarina postou em seu TikTok um vídeo dublando um dos grandes sucessos de Lady Gaga, Born This Way, que é conhecido por ser um grande hino do público LGBTQIA+. Isso fez com que as pessoas achassem que ela estaria compartilhando que faz parte da comunidade.

@itsjojosiwa♬ Born This Way Lady Gaga – johanna


 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Pouco tempo depois, Jojo se assumiu para todos ao postar em sua conta no Twitter uma foto em que aparecia usando uma camiseta que tinha ganhado da prima, onde estava escrito “Melhor. Prima. Gay. De. Todas.”

Mais tarde, a webcelebridade falou sobre o assunto em uma live no Instagram. Ela revelou que estava muito contente e que sabia que os fãs conseguiam ver o quão feliz ela estava. Jojo chegou a revelar na época que ainda não sabia como se identificava, e disse que queria compartilhar com o mundo o que fazia, porém que também queria manter as coisas privadas até que ela estivesse pronta para dividir isso com todos.

Recentemente, Jojo revelou contou à People que se considera pansexual, já que o termo engloba toda sua sexualidade.

“Tecnicamente, eu diria que sou pansexual por que é como eu sempre fui, durante toda minha vida. Para mim ser humano é ser humano.”

Raymix

O cantor que é considerado o Rei da Electrocumbia saiu do armário na metade do ano passado com o vídeo Oficialmente me declaro gay. Em cerca de cinco minutos, o mexicano repudiou o mundo preconceituoso em que ainda vivemos e abraçou sua verdadeira identidade.

“Com tanto orgulho, quero dizer e tornar de caráter público que sou gay. E se me perguntam o que vai mudar depois de hoje, depois desse comunicado, a resposta é simples: nada (…). Hoje sou mais livre, mais feliz do que nunca, porque agora sei que posso me expressar como realmente sou e também sou orgulhosamente gay, com todas as palavras”.

Com a declaração, Raymix se tornou um dos primeiros artistas de música regional mexicana a se assumir homossexual. Nascido Edmundo Gómez Moreno, o jovem de 30 anos abandonou uma carreira promissora como engenheiro aeroespacial — ele chegou a ajudar a desenvolver um satélite durante seu estágio na NASA!; para se dedicar a música. 

Sua carreira como cantor despontou em 2015 com o debut single Oye Mujer, que mais tarde ganhou um remix com o veterano Juanes. A faixa conquistou a primeira posição nas paradas de fim de ano  da Billboard, Tropical Airplay e Regional Mexican Airplay em 2018, e rendeu-lhe em a estatueta de Canção Favorita – Regional Mexicano no Latin AMAs (Latin American Music Awards), premiação em também foi indicado como Artista Revelação.  Durante sua trajetória, Raymix já foi nomeado ao Billboard Latin Music Awards,  iHeartRadio Music Awards e Premio Lo Nuestro, alcançou grandes números de vendas e gravou dois álbuns.

Joshua Bassett

No começo de maio deste ano, durante uma entrevista ao canal do YouTube, Clevver News, que o ator e cantor Joshua Bassett, conhecido por atuar na série High School Musical: The Musical – The Series, revelou ser bissexual enquanto respondia uma pergunta sobre Harry Styles.

“O que eu admiro no Harry Styles é que ele é um homem muito elegante e também muito bem equilibrado. Ele meio que faz tudo, atua, canta, faz parte do mundo fashion.  Acho que  ele é um cara muito legal que não fala muito, mas quando fala, é sobre algo que é importante. Ele é tão legal. Quem não acha o Harry Styles legal? Ele também é gostoso, sabe? É muito charmoso. Muitas coisas.  Acho que esse também é o vídeo em que eu estou me assumindo”.

Pouco tempo depois, o artista usou sua conta no Instagram para responder sobre as especulações sobre sua sexualidade. Em um vídeo onde aparecia cantando “I’m breaking this spell, I’m ending this cycle, been going through Hell, need more than survival/ If I don’t work this out, I’ll probably pass it down again / The time for change is now, it’s my life to live (Tradução: Estou quebrando este feitiço, estou terminando este ciclo, estou passando pelo inferno, preciso mais do que sobreviver/ Se eu não resolver isto, provavelmente vou passar de novo/ A hora de mudar é agora, é a minha vida para viver)”, o cantor escreveu como legenda:

“Toda a minha vida as pessoas me falaram minha sexualidade. As pessoas me envergonharam por coisas sobre as quais nada sabem. Quero agradecer àqueles de vocês que defendem o amor e a aceitação. Toxicidade, ódio e negatividade dizem menos sobre o assunto, mas dizem muito mais sobre aqueles que o vomitam. Estamos em 2021. Somos a geração do amor e do crescimento, é hora de começarmos a agir como tal. Se você me ama, me odeia ou me condena ao inferno, eu te amo do mesmo jeito. Ame quem você ama descaradamente. Não há problema em descobrir quem você é. A vida é muito curta para deixar a ignorância e o ódio vencer. Eu escolho o amor”.

Willy Martin

Conhecido no Brasil por interpretar Reinaldo Galán e Leo Martínez nas produções teen Isa TKM e Grachi, respectivamente; o ator se assumiu gay em fevereiro de 2020 em entrevista à People en Español. A matéria foi divulgada poucas horas antes de seu casamento com o manager Luis Luyando, com quem leva uma relação de mais de 10 anos. “Vai ser um dia lindo para festejar o amor e nos divertir… Quero que minha história sirva como uma demonstração de que todos podemos ser felizes, independentemente do que fizermos com nossas vidas. O que importa é não machucar quem está ao nosso lado”, comentou na época.

Na publicação, o venezuelano revelou que temia que sua orientação sexual afetasse sua carreira.

“Trabalhei muitos anos para o público infantil, pensei que falar da minha vida privada ia me limitar muito ou iam me ver de forma diferente, mas com o passar dos anos senti que não era algo que eu tenha que esconder, não é algo para sentir vergonha”.

E acrescentou:

“De repente, íamos para  uma festa e cada um de nós tinha que ficar em lados diferentes para tirar uma foto, para que não nos vissem lado a lado. Fazia isso para cuidar da minha carreira. Acho que foi isso que me motivou, o fato de estar na minha casa e não poder postar um story no Instagram que mostre que ele está no fundo ou uma foto de nós dois em um quadro. Isso me cansou… Ninguém precisa sentir medo, tristeza ou vergonha pelo que sente, o amor é para os valentes”.

Desde Grachi (2011 – 2013), Martin trabalhou em diversas produções como Escándalos, Milagros de Navidad, Betty em Nova Iorque e Chic Al Día. Produziu os projetos infantis Pin Pan Pum e WillyPedia, uma sessão do programa Corazones Guerreros, pelo qual levou a estatueta de Melhor programa infanto-juvenil no Emmy Awards 2019. Atualmente, o artista comanda o programa EVTIPS e o podcast Qué Hay Detrás De….

Larry Saperstein

No começo do mês, o ator intérprete de Big Red em High School Musical: The Musical – The Series decidiu tornar pública sua sexualidade. Em um vídeo postado em sua conta no TikTok, o artista aparece olhando para a câmera quando a frase “Interprete um personagem com namorada na TV e é bi na vida real” aparece na tela, enquanto a música International Super Spy, do desenho Backyardigans toca ao fundo. De legenda para o vídeo o ator escreveu “Isso é tão inesperado assim?”.

@larrysapersteinis it really that unexpected tho ##pride♬ International Super Spy – Dylan 🧍🏻

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Pouco tempo depois, Saperstein postou em seu Twitter. “Eu tenho menos de 30 dias para descobrir como virar uma drag para eu criar um look antes do final do mês. Feliz Mês do Orgulho. Eu amo MUITO VOCÊS”.

Ana Hikari

A atriz de 26 anos revelou que é bissexual na metade do ano passando durante uma live com a influencer Thais Ribeiro. “Nunca me senti pertencente ao movimento LGBTQ+. Nunca me senti beijando garotas demais para participar do movimento ou beijando homens demais para saber que eu tinha que falar que era heterossexual. Nunca estive em um lugar que falei: ‘Tenho certeza agora. É isso”, afirmou a artista, que acrescentou:

É a primeira vez que estou falando sobre isso abertamente, porque acho que rola isso do movimento ter essa invisibilização do que é ser bissexual”.

Ana saltou ao estrelato com o papel de Tina em Malhação: Viva a Diferença, se tornando a primeira atriz amarela a protagonizar uma novela da Rede Globo. Atualmente, a jovem encarna novamente a personagem na série do Globoplay, As Five, e está confirmada no elenco de Quanto Mais Vida, Melhor, próxima novela das 19h da emissora.

Melani Olivares

A atriz espanhola revelou ser bissexual em fevereiro deste ano durante sua participação no programa Sábado Deluxe.

“Tive relacionamentos com mulheres e com homens durante toda a minha vida. Sempre gostei de ambos os sexos, mas ninguém nunca me perguntou até agora. Foi assim toda a minha vida, desde os 25 ou 30 anos. Percebi que não tenho que ficar com 50 por cento, se posso ter 100”.

Além disso, a artista assumiu que também é poliamorosa. “Agora tenho um namorado e uma namorada e os dois sabem disso, embora não se conheçam. Eu acredito em poliamor. Eu não quero um parceiro convencional, fico muito entediada”, contou.

Melani é conhecida por interpretar Paz Bermejo na série espanhola Aída (2005 – 2014). A atriz debutou na profissão em 1995 no longa La niña de tus sueños e desde então trabalhou em inúmeras produções, como os filmes Agujeros en el cielo, 8 citas e Donde caben dos, e nas séries Bem-vindo à família e Perdida, ambas disponíveis na Netflix. Ela está confirmada no elenco da terceira temporada de Mães: Amor e Vida, que faz parte do catálogo do Globoplay.

Lorenza Izzo

Artista se assumiu pansexual publicamente durante uma entrevista com a também atriz Emily Hampshire em julho de 2020. “Oi, eu sou pansexual, afirmou. “Eu nunca soube se as pessoas se importariam (se eu me assumisse). Eu preciso me assumir publicamente? Eu preciso me assumir privadamente? Me assumir para a minha mãe foi muito difícil. Eu tenho um grupo de amigos incríveis que tem sido tão solidários, que tem tornado minha jornada mais fácil, eles são muito acolhedores e apoiadores, e essa não é a história para a maioria das pessoas”, disse a chilena que divulgou  no início do ano passado seu namoro com a escritora Sophie Tabet. 

Radicada nos Estados Unidos há mais de oito anos, Lorenza já estrelou produções estadunidenses conhecidas do público como Bata Antes de Entrar, ao lado de Keanu Reeves, Once Upon a Time in Hollywood, de Quentin Tarantino, e o spin-off de Penny Dreadful, City of Angels. O trabalho mais recente da atriz é Women Is Losers, longa inspirado em mulheres reais e na música homônima de Janis Joplin.

Algo que todos esses nomes, e muitos outros também conhecidos mundialmente, têm em comum é o fato de terem levado um tempo para que eles ou se assumissem ou compreendessem quem são. E está tudo bem em levar seu tempo para se conhecer melhor e encontrar uma rede de apoio. Essas celebridades são apenas algumas provas vivas de que no final as coisas dão certo.


Matéria: Dora Giglio

Com colaboração de: Victória Lopes