Current Date:maio 5, 2021

Famosos se manifestam sobre crise na Colômbia e pedem ajuda

País passa por um período conturbado de repressão.

A Colômbia enfrenta um momento de forte repressão e violência desde a última quarta-feira (28), quando deu-se início aos protestos contra a proposta de reforma tributária anunciada pelo presidente Iván Duque Márquez.
Entre as medidas do polêmico projeto, que foi retirado pelo político no domingo (2), estavam o aumento do Imposto sobre o Valor Agregado (IVA) de 5% a 19% para serviços como gasolina, eletricidade e água e a taxação com imposto sobre a renda de pessoas que recebem mais de 656 dólares por mês — no país o salário mínimo é de 248 dólares.

Trabalhadores, ativistas, professores, estudantes, sindicatos e cidadãos descontentes e prevendo serem os principais lesados pela reforma tributária tomaram as ruas da Colômbia em defesa de seus direitos; cidades como Cali, Bogotá e Medellin foram cenários de manifestações. Os protestantes foram e estão sendo brutalmente reprimidos pelas forças de segurança nacional. Duque Márquez ordenou o envio de militares para as principais cidades e ainda mantém a decisão.

Em seis dias de protestos foram registrados 1.443 casos de violência policial, 216 vítimas de violência física, 77 casos de disparos com arma de fogo, 31 homicídios cometidos por parte da polícia, 10 vítimas de violência sexual, 239 intervenções violentas pela Força Pública, 814 prisões arbitrárias e 21 agressões aos olhos de manifestantes, de acordo com a ONG de defesa dos direitos humanos, Temblores.

Devido à situação triste e caótica que o país enfrenta. Diversas celebridades utilizaram suas redes sociais para repudiar os acontecimentos, pedir ajuda e chamar a atenção da mídia.

Shakira, que é natural de Barranquilla, se manifestou através do Instagram. “É inaceitável que uma mãe perca seu único filho para a brutalidade. E que outras 18 pessoas tiveram suas vidas tiradas em um protesto pacífico. As balas nunca poderão silenciar a voz de quem sofre e é essencial que não estejamos surdos ao clamor dos nossos. Peço ao governo do meu país que tome medidas urgentes, PARE AGORA a violação dos direitos humanos e restaure o valor da vida humana acima de qualquer interesse político”, escreveu a artista.

 

View this post on Instagram

 

A post shared by Shakira (@shakira)


Maluma foi um dos primeiros cantores a comentar sobre o assunto. Na quinta-feira (29), o cantor postou um IGTV e na tarde de hoje (4) lamentou e pediu o fim da violência.

“MINHA AMADA COLÔMBIA… Estamos vivendo momentos tristes, dolorosos… A intolerância e a incerteza tomaram conta de nossas vidas… por isso e mais, convido-los a pensar profundamente em buscar a verdadeira PAZ e a se tornarem profundamente conscientes de que a única saída é a tolerância… Fortalecer-nos para encontrar a calma, o sossego, através do diálogo, da transparência, cujo objetivo principal e contundente é o caminho para CUIDAR DE VIDAS. NÃO MAIS MORTES, NÃO MAIS AGRESSÕES”, publicou.

 

View this post on Instagram

 

A post shared by MALUMA (@maluma)

A banda Morat utilizou suas redes sociais para explicar de forma didática a reforma tributária, a qual são contra. “Queremos deixar este pequeno texto contando o que está acontecendo em nosso país e as razões pelas quais pensamos como pensamos. Não é o tema mais divertido de ler nas redes, mas ao mesmo tempo acreditamos que faz parte da nossa responsabilidade cívica”.

 

View this post on Instagram

 

A post shared by Morat (@morat)

Karol G foi ao InstaStories pedir ajuda a instituições como ONU e Human Rights Watch. “Precisamos de ajuda internacional, no meu país as autoridades estão abusando de seu poder, matando pessoas inocentes que estão protestando por nossos direitos!”, escreveu a reggaetonera e em seguida compartilhou vídeos de repressão policial nos atos.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Mais uma estrela do reggaeton, J Balvin, suplicou auxílio por seu país. “Precisamos de paz e amor, o controle da situação foi perdido. Isso são direitos humanos!!! Precisamos de ajuda, a Colômbia precisa de ajuda, SOS. Ivan Duque Márquez, vamos parar com essa guerra civil. Todos os meus colegas e super estrelas (artistas, atletas, etc), por favor, me ajudem e nos ajudem a espalhar essa mensagem, precisamos acabar com essa guerra civil absurda”, implorou o cantor de Otra Noche Sin Ti.

Sebastián Yatra salientou a importância do diálogo “Todos nós amamos a Colômbia. Muita dor ao ver o que está acontecendo em meu país. Se não podemos dialogar saudavelmente, como e quando poderemos viver em paz? A violência e a repressão nunca são a solução”.

 

View this post on Instagram

 

A post shared by Sebastian Yatra (@sebastianyatra)

Camilo pediu para que seus mais de 21 milhões de seguidores propaguem informações sobre o atual estado de sua nação.  “Na Colômbia, as autoridades estão assassinando aqueles que saem para protestar! Chega de brutalidade policial e chega de impunidade para aqueles que a perpetram! Manifestem-se através do que fazem! Compartilhem, republiquem e vamos dar visibilidade ao que está acontecendo no meu país!”

 

View this post on Instagram

 

A post shared by C A M I L O (@camilo)

Outras celebridades como Juanes, Carlos Vives, Natti Natasha, ChocQuibTown, Nicky Jam, Residente, Aitana e Justin Bieber também colocaram os acontecimentos colombianos em evidência através de suas plataformas.