Current Date:junho 25, 2021

Glass Animals apresenta sucessos e dá show de simpatia em evento destinado ao público brasileiro

Banda britânica realizou um showcase para fãs e imprensa brasileira nesta quarta-feira (10).

Com direito a música de entrada, iluminação especial e efeito de voz, os fãs e a imprensa foram recebidos pela Glass Animals no começo da noite desta  quarta-feira (10) para um showcase especial direcionado ao público brasileiro promovido pela Universal Music. Apresentado pela jornalista Camila Srougi, o evento transmitido diretamente de Londres contou apenas com metade do quarteto britânico, o frontman Dave Bayley e o guitarrista Drew MacFarlane. Por conta do isolamento social, medida recomendada em todo o mundo, o baterista Joe Seaward e o baixista Ed Irwin-Singer não puderam comparecer.

Antes de performar a primeira canção do setlist, Your Love (Déjà Vu), Bayley muito bem humorado comentou sobre como está sendo a vida durante a pandemia de Covid-19. “Acho que nós tivemos um lockdown muito bom, me sinto muito sortudo, conheço meus vizinhos muito bem, tenho um pequeno jardim, um cachorro para me fazer companhia e o Drew também está aqui para me fazer companhia, então estamos bem”; e acerca dos planos que foram interrompidos devido à ela. “Literalmente há um ano,  nós começávamos uma turnê para praticar enquanto preparavámos as músicas do álbum. Pretendíamos lançar o disco em maio e BAM! A pandemia! Iríamos fazer um grande festival, basicamente o nosso próprio festival, neste local chamado Red Rocks nos Estados Unidos, nossos amigos iriam tocar, porém aconteceu a pandemia e tivemos que cancelar isso, cancelar todos os nossos shows.”

Posteriormente Heat Waves, o quarto single do aclamado álbum Dreamland, tornou-se o assunto do show e foi apresentado. A faixa divulgada em junho de 2020 é o hit mais recente da Glass Animals, entre os feitos da canção estão a conquista do primeiro lugar na principal parada musical da Austrália, a ARIA Charts, a primeira entrada do grupo na Billboard Hot 100 e a participação na trilha sonora do jogo FIFA 21. “É bastante assustador, Heat Waves é uma música bastante pessoal, ainda parece como um pequeno segredo”, disse Dave Bailey sobre o sucesso inesperado da música. O cantor também revelou alguns fatos interessantes sobre a faixa, como por exemplo que ela ficou “esquecida” durante seis meses, pois após ouvi-la no dia em que a criou, considerou-a um lixo e que Johnny Depp foi uma das primeiras pessoas a escutá-la porque estava presente no estúdio sem ser percebido. “Ele não disse nada sobre a canção, talvez seja por isso que eu deixei ela de lado por um tempo (risos). Pareceu como um sonho, um sonho estranho”, contou sobre o encontro com o ator.  MacFarlane agregou na lista uma curiosidade sobre o processo criativo de Heat Waves, o single passou por poucas alterações depois da criação da demo. “Ela ficou bastante fiel à primeira fase da composição. Às vezes pegamos uma música, tiramos muitas coisas dela e adicionamos várias outras, mas esta foi bastante estável durante todo o caminho”, afirmou o guitarrista.

Dreamland é o mais novo disco da banda. Lançado em agosto, o trabalho é considerado o mais pessoal da carreira da Glass Animals e revisita experiências da infância, adolescência e da vida adulta do vocalista. O álbum inteiro é sobre como as pequenas coisas que aconteceram na sua vida podem mudar quem você é e quem você se tornará, e também sobre as grandes coisas (risos). Às vezes alguém pode te dizer algo bem pequeno, uma pequena frase, e isso realmente marca você por toda a vida e muda o modo que você vê o mundo”,  explica Bayley.


Em seguida a dupla revisitou o álbum How to Be a Human Being (2016) com as performances de Life Itself e Poplar St. “Esta é provavelmente a primeira vez que tocamos essa canção em quatro anos”, confessou o frontman sobre a segunda faixa.  

O showcase brasileiro contou com cerca de 40 pessoas e foi a maior plateia para a qual o grupo tocou ao vivo nos últimos tempos, segundo o próprio. Evidentemente o país foi pauta no web evento, a apresentação da banda no Brasil durante o Lollapalooza foi relembrada por ambos. “O Lollapalooza Brasil foi em uma pista de Fórmula 1, foi muito legal! Nós passamos o final de semana inteiro tentando que nos deixassem dirigir um carro na pista, mas não conseguimos (risos). Além disso, foi assegurado que a Glass Animals deve retornar ao país o mais rápido possível. “Com certeza pretendemos voltar! Absolutamente! Nos divertimos muito aí, a comida é incrível, Drew comeu um bife pela primeira vez no Brasil (risos). MacFarlane explica a aventura carnívora. “Eu era vegetariano, porém comi um bife no Brasil, ele era muito grande, foi provavelmente a melhor coisa que  provei porque eu não comia carne há quatro anos nesta época e não comi desde então, não preciso mais (risos)”.

Cheios de carisma e mistério, Dave Bayley e Drew MacFarlane deixaram o público curioso sobre os planos do grupo para 2021. “Há um monte de coisas que não podemos contar”, adiantou Bayley. Sem entregar detalhes, informou que em breve os fãs ouvirão novidades, não revelando se trata-se de um remix, uma nova versão ou uma parceria musical. “Sim, podem esperar algo novo! Com certeza! 100%!  Nas próximas semanas, porém não posso contar o que é, gosto de segredos”.

Depois de um pouco mais de uma hora de muito bate-papo  e música, os artistas apresentaram um dos seus primeiros sucessos Gooey, do disco  de estreia Zaba (2014), e encerraram agradavelmente a noite.

Share