Current Date:abril 18, 2024

OFF ENTREVISTA: EVNNE fala de novo comeback, Boys Planet e sonhos da carreira

Para falar um pouquinho sobre seu novo álbum e sua carreira desde seu debut no ano passado, o grupo EVNNE organizou uma coletiva de imprensa com veículos de todo o mundo, e é claro que o OFF não poderia ficar de fora!

Vem conferir o papo completo que o grupo, formado por KEITA, PARK HANBIN, LEE JEONGHYEON, YOO SEUNGEON, JI YUNSEO, MUN JUNGHYUN e PARK JIHOO, bateu com a imprensa e aprender um pouco mais sobre esses meninos incríveis!

* As perguntas foram feitas por diferentes veículos ao longo da coletiva

 

Esse é seu primeiro comeback desde o debut. Comparado com ‘Target: Me’, o que foi mais diferente no processo de preparação para esse novo mini-álbum?

YOO SEUNGEON: Nós buscamos mostrar um lado mais forte e mais intenso do EVNNE para o público. Enquanto ‘Target: ME’ mostrava uma imagem de meninos travessos, nesse adotamos uma persona mais madura. Ajustamos nossos cabelos e visuais para que se alinhassem com o conceito, e entregamos essa imagem evoluída por meio de nossas performances.

PARK JIHOO: Nosso álbum anterior focava em nos colocar como ‘alvos’, conquistando a atenção do público. No ‘Un: SEEN’, buscamos mostrar a dualidade do grupo: o que é visível e o que está escondido.

 

Se você tivesse que escolher apenas uma música do mini-álbum, qual delas você acha que melhor representa o EVNNE como grupo?

MUN JUNGHYUN: Já que o EVNNE trouxe o conceito de ‘encrenqueiros’, acho que a faixa ‘UGLY’ é a que melhor representa isso. Também acho que conseguimos mostrar um lado intenso e poderoso do grupo com essa música.

JI YUNSEO: Eu também escolho a title, ‘UGLY’. Ao mesmo tempo que inicialmente mostramos uma versão mais jovem e imatura do conceito de ‘encrenqueiros’ na title do nosso último álbum, ‘TROUBLE’, a representação do mesmo conceito neste álbum tem um tom mais maduro, desenvolvendo as angústias individuais que não havíamos revelado antes. Acredito que essa title realmente resuma a imagem refinada de ‘encrenqueiros’ que queremos mostrar ao mundo.

Vocês ainda são um grupo relativamente novo. O que é algo ‘nunca visto’ que vocês gostariam de mostrar com esse comeback?

MUN JUNGHYUN: Até agora, não conseguimos mostrar um lado particularmente poderoso do grupo. Espero demonstrar essa nossa faceta com a nova title;

PARK JIHOO: Eu também desejo que o público veja que todos os integrantes do grupo são versáteis, e ótimos na dança, vocais e rap.

PARK HANBIN: Com os reality shows e redes sociais, cultivamos uma imagem casual e confortável ao nossos fãs e público. Espero continuar mostrando esse nosso lado descontraído com esse álbum.

 

Tem alguma coisa específica que vocês fazem para entrar no clima “feio” para as performances de sua nova title?

PARK JIHOO: Pessoalmente, antes de subir no palco eu costumo pular algumas vezes, uma rotina para aliviar o nervosismo que costumo sentir. 

JI YUNSEO: Como forma de preparação para a performance de ‘UGLY’, eu fiz algumas pesquisas sobre o conceito de ‘baderneiros’. Além dos muitos ensaios das minhas habilidades de canto e dança, vi muitas imagens e vídeos relacionados ao conceito, incluindo performances de outros artistas veteranos.

 

Alguns de vocês participaram na criação de melodias e letras para o álbum. Como é o processo criativo de vocês?

KEITA: Eu participei da letra e composição da música ‘Festa’ nesse álbum. A inspiração dessa faixa veio da atmosfera festiva durante um encontro com fãs, e a animação que senti ao interagir com eles. Eu fiz a comparação entre isso e um festival.

YOO SEUNGEON: Eu participei do processo de escrever a letra da quarta faixa do álbum, ‘Chase’. No início, eu entrei nesse processo com a ideia de me desafiar e ganhar experiência. Eu me concentrei em escrever letras cuja pronúncia complementassem a melodia e se alinhassem com a vibe sonhadora da música. Fico feliz em poder ter compartilhado minhas letras com os fãs por essa música.

LEE JEONGHYEON: Eu participei da letra da música chamada ‘SYRUP’. Para desenhar um paralelo entre os charmes irresistíveis do grupo com a palavra ‘syrup’ (calda), eu foquei em enfatizar nossos talentos e apelos por meio da letra. Meu objetivo era resumir todos os nossos charmes nessa música, permitindo que o público tivesse uma boa noção de quais eles são apenas ouvindo a faixa.

OFF ENTREVISTA: HUI fala de desafios em primeiro álbum solo e relembra visita ao Brasil

Desde sua participação no Boys Planet e agora como EVNNE, vocês sempre mostraram um ótimo trabalho em equipe. Quais são os fatores para sua dinâmica e trabalho em equipe fortes?

YOO SEUNGEON: Nossa experiência no programa nos deu percepções valiosas sobre ensaios e como criar uma apresentação juntos, como um grupo. Essa experiência que compartilhamos nos permitiu nos preparar para performances com essa mesma mentalidade. Além disso, temos hobbies, estilos de vida e pensamentos parecidos, o que contribui para o nosso forte trabalho em equipe. Nossos interesses compartilhados e amizade genuína foram fatores essenciais para criar uma excelente colaboração num geral.

LEE JEONGHYEON: Nós éramos todos muito próximos durante o programa, e além disso, acredito que o KEITA faz um ótimo trabalho como líder do grupo. Ele criou uma atmosfera muito confortável quando estávamos apenas nos divertindo, mas também consegue efetivamente mudar o clima quando necessário. Acho que ele teve um papel muito importante em construirmos um trabalho em equipe tão bom

JI YUNSEO: Desde que nos conhecemos no programa até nosso debut como EVNNE, sempre tivemos o mesmo objetivo, o que acabou aprofundando nosso entendimento uns dos outros. Nossos esforços contínuos para buscar esse objetivo em comum constantemente melhora nosso trabalho em equipe, criando uma ligação muito forte entre o grupo.

 

Qual a memória mais forte que vocês tem de seus fãs?

PARK JIHOO: Quando eles levantaram os lightsticks e criaram uma imagem que parecia uma cidade à noite ou um céu estrelado. Fiquei muito grato por aquilo.

YOO SEUNGEON: Durante nosso primeiro fanmeet, começamos o evento com a música ‘Role Model’. Enquanto as luzes diminuíam, eu olhei para o público e vi um mar de fãs, que pareciam estrelas no céu. É realmente algo que nunca vou esquecer. Aquele momento me permitiu apreciar o número significativo de pessoas que nos cobrem de amor, e sou muito grato por isso.

JI YUNSEO: No fanmeet, os fãs prepararam uma surpresa para a gente. Enquanto apresentávamos a última música, ‘Even More’, eles levantaram banners, que de cara me deixaram meio confuso. Demorou um pouco para eu perceber que os banners tinham frases neles. Então caiu a ficha que estava ali no fanmeet como parte do EVNNE, realmente aproveitando aquele momento com os nossos fãs. Foi algo que me marcou muito.

 

Vocês não tiveram muito tempo entre seu debut e esse comeback. Como costumam relaxar em meio a essa rotina?

PARK HANBIN: Eu gosto de ler livros, principalmente ensaios. Tiro um tempo para relaxar com uma boa leitura.

YOO SEUNGEON: Eu gosto de andar de bike pelo Rio Han à noite, escutar música ou assistir a filmes.

PARK JIHOO: Eu gosto de jogar basquete, então às vezes vou jogar sozinho ou com os membros à noite.

LEE JEONGHYEON: Eu assisto a vídeos de apresentações de nossos veteranos com o YUNSEO, e depois falamos sobre coisas que gostaríamos de aprender com eles. Também jogo videogames, principalmente os de futebol!

Foto: Jellyfish Entertainment

Cada um de vocês tem talentos e personalidades únicas. Como vocês acham que essas forças individuais se unem para criar o som do EVNNE? O que vocês aprenderam sobre vocês mesmos e sobre os outros durante a preparação desse novo álbum?

JI YUNSEO: O EVNNE tem mais rappers do que vocalistas, então inevitavelmente acabamos lançando músicas mais no estilo hip-hop. Os vocalistas contribuem com suas habilidades para a vibe do grupo, com timbres que se encaixam perfeitamente com o estilo geral, o que acaba complementando os versos de rap das nossas músicas. Essa sinergia entre vocalistas e rappers cria um charme único para o EVNNE como grupo. Eu também acho que não é possível falar sobre o EVNNE sem falar de performances. Nossa presença de palco é marcada pela energia intensa e poderosa, que é outra de nossas forças.

YOO SEUNGEON: Cada integrante do EVNNE é extremamente versátil, e tem habilidades excepcionais. Somos todos capazes de lidar com várias partes de uma música ou qualquer posição no grupo. Não estamos presos a nenhum gênero ou conceito específicos, o que nos permite explorar qualquer tipo de música. Essa capacidade de adaptação é outra força do nosso grupo.

PARK HANBIN: No nosso álbum de debut, estávamos envolvidos principalmente da composição de letras, mas dessa vez expandimos nossa participação nas músicas. Isso nos permitiu mostrar as habilidades individuais de cada integrante e foi uma oportunidade de testemunhar o potencial que temos como grupo.

 

Já que o novo álbum se chama ‘Un:SEEN’, quais são alguns talentos ocultos dos integrantes?

MUN JUNGHYUN: JIHOO é um grande fã de basquete, mas acho que os fãs ainda não o viram jogar. Acho que ficarão surpresos com o quão bom ele é!

KEITA: A habilidade de rap do SEUNGEON! Eu de verdade acho muito atraente, então espero que no futuro ele possa mostrar isso aos fãs.

 

Se vocês pudesse escolher uma b-side do álbum para ganhar um MV, qual seria?

PARK HANBIN: Como somos um grupo com uma imagem intensa e poderosa, costumamos gravar MVs com um conceito similar. Mas ‘Festa’ tem uma imagem vibrante e divertida, uma vibe de parques de diversão e fogos de artifício. Eu gostaria de gravar um MV em lugares assim para capturar a essência dessa música.

PARK JIHOO: Eu amaria gravar um MV para ‘SYRUP’. Eu amo essa música e a vibe sonhadora dela, então acho que tem vários elementos da música que o público apreciaria se transformados em algo visual.

 

Vocês participaram da criação de várias de suas músicas. Quais são outros temas e gênermos musicais que gostariam de explorar no futuro?

JI YUNSEO: O EVNNE estabeleceu sua imagem como ‘encrenqueiros’ como um conceito intenso e poderoso. Eu gostaria de explorar um conceito que mantenha essa essência, mas apresente uma imagem mais revigorante e viva.

PARK JIHOO: Assim como o YUNSEO disse, acreditamos, como um grupo, que somos capazes de explorar e se destacar em diferentes gêneros, sem ficarmos confinados a um estilo específico. Então tenho certeza que seremos capazes de arrasar em qualquer gênero musical.

Foto: Jellyfish Entertainment

Vocês acham que o EVNNE ainda seria o mesmo se vocês não tivessem se conhecido pelo Boys Planet? Quão diferente seria?

JI YUNSEO: Eu não posso garantir que o grupo teria se formado da mesma forma se não fosse o Boys Planet, já que nós aprendemos muito durante o programa. Ainda assim, acredito que teríamos a mesma química entre nós mesmo que tivéssemos nos conhecido de outra forma, já que as coisas das quais gostamos são muito parecidas e compatíveis. Então acho que de qualquer jeito formaríamos uma boa equipe juntos.

 

Se vocês pudessem se apresentar em qualquer lugar do mundo, onde seria?

YOO SEUNGEON: Pessoalmente eu fico feliz em todos os momentos que vivemos ao lado de nossos fãs quando estamos nos apresentando. Então eu gostaria de ir para qualquer lugar onde nossos fãs estejam, para criar memórias junto com eles.

MUN JUNGHYUN: Nosso objetivo é nos conectar com nossos fãs onde quer que eles estejam, e nos apresentar para eles. Eu fiquei sabendo que a KCON desse ano acontecerá em três locais diferentes, então, pessoalmente, meu objetivo para esse ano é me apresentar na KCON nesses três lugares!

 

Foi mencionado que esse comeback é um pouco diferente e mais dark do que o conceito do seu debut. Como foi para vocês abraçar esse novo conceito?

JI YUNSEO: Ao invés de chamar esse comeback de mais ‘dark’ do que o anterior, eu acredito ser melhor chamar de um processo de maturidade. Nós fomos de sermos encrenqueiros jovens e imaturos, para pessoas que vivenciaram a dor, revelando aspectos que ainda não havíamos mostrado ao público

PARK JIHOO: Eu também acho que temos mais a mostrar em nossas performances quando comparado ao debut. Estou genuinamente animado em poder revelar esse aspecto do nosso grupo durante esse comeback.

YOO SEUNGEON: Nós buscamos mostrar um lado mais maduro nosso. Além disso, também tentamos demonstrar nossas emoções e sentimentos de uma forma mais profunda do que antes.

 

Vocês têm alguns momentos favoritos que gostariam de compartilhar conosco sobre as preparações desse comeback?

JI YUNSEO: Depois de completar as últimas promoções com o fanmeet, a ideia de rever nossos fãs e compartilhar esse momento sempre ficou na minha cabeça. É difícil pontuar apenas um momento, já que todos os passos do processo de preparação foram novos e cheios de animação, sempre focados nessa ansiedade de poder reencontrar nossos fãs.

YOO SEUNGEON: Eu sempre busco me desafiar com novos estilos de música. Durante as gravações das cinco faixas desse álbum, meu entusiasmo foi incitado pelo desejo de nossos fãs ouvirem essas canções. Por conta disso, o processo de gravação foi o que mais aproveitei o mais divertido de toda a preparação.

PARK HANBIN: Para mim, o momento mais memorável foi ouvir a title pela primeira vez. Já que as gravações são o primeiro passo da preparação de um álbum, ouvir a faixa me deixou muito animado já pensando no conceito e imaginando a performance que poderíamos mostrar. Todos tivémos uma primeira reação ótima ao ouvir a música!

OFF ENTREVISTA: HeeJin celebra nova fase solo e apoio de integrantes do LOONA

Já que essa era é sobre mostrar lados que estavam ocultos de vocês, que músicas ou performances de outros artistas vocês gostariam de fazer um cover no futuro?

PARK HANBIN: Minha inspiração é o WOODZ, e ele recentemente lançou uma música chamada ‘Amnesia’. Eu amo o som de banda dessa música e espero melhorar minhas habilidades vocais, dedicar tempo para ensaiar e eventualmente fazer um cover dela no futuro.

JI YUNSEO: Eu gostaria de fazer um cover de ‘Spark’, da Taeyon, ou ‘Love Poem’, da IU. Quero mostrar habilidades vocais mais desenvolvidas, então espero tentar fazer um cover delas no futuro.

LEE JEONGHYEON: Atualmente estou muito interessado em dança, e estou determinado a me destacar nisso. Fazemos muitos covers dos nossos veteranos em desafios do TikTok e, por mais que fazer covers seja ótimo, também vi muitos deles fazendo freestyle. Então meu objetivo é treinar e eventualmente postar meu próprio vídeo com um freestyle.

 

Em algum momento vocês se arrependeram de entrar no Boys Planet?

JI YUNSEO: Nós nos conhecemos no programa, onde eu encontrei colegas buscando o mesmo sonho e aprendendo habilidades e mentalidades importantes para se montar uma performance. Eu nunca me arrependi de estar lá, já que acredito que o EVNNE existe por causa disso. Eu vejo como uma experiência preciosa e algo pelo qual sou muito grato

PARK JIHOO: Escolher participar do programa não apenas me permitiu conhecer os membros, mas também me apresentou a novos amigos com quem aprendi lições importantes. Se não fosse por eles, eu não teria me tornado a pessoa que sou hoje, então não me arrependo nem um pouco. 

YOO SEUNGEON: A oportunidade do programa nos permitiu ser apresentados ao público, e construir nosso caminho para fazer nosso debut como EVNNE. E ainda mais importante, serviu como uma plataforma para nos conectarmos com nossos fãs. Com isso, posso dizer com confiança que não existem arrependimentos.

 

Qual dos integrantes combina mais com o conceito atual?

JI YUNSEO: Acho que o HANBIN e o JIHOO se destacam no conceito da title, ‘UGLY’. Como a performance tem muita importância, a habilidade de dança excelente do JIHOO complementa o tema num geral, enquanto as expressões faciais do HANBIN aumentam a qualidade da performance.

PARK HANBIN: Acredito que o conceito combina bem com o KEITA. Já que nossas músicas tem muito rap, ele se destaca ao manter um bom equilíbrio, e os versos de rap intensos são perfeitos para o estilo dele.

LEE JEONGHYEON: Considerando a versatilidade do grupo em lidar com vários conceitos, acho que todos os membros se adaptaram bem. Mas se eu tiver que escolher um só, seria o MUN JUNGHYUN. Observando ele em nossos ensaios, eu percebi que esse novo cabelo curto e a vibe num geral combinam perfeitamente com o conceito intenso do album. Além disso, os vocais poderosos depois da ponte da música são mais um motivo para eu fazer essa escolha.

 

Qual a parte mais difícil da coreografia de ‘UGLY’?

PARK JIHOO: A coreografia do refrão foi o mais difícil. Tem uma parte em que temos manter nosso equilíbrio, o que é bem difícil, então lembro de ter tido dificuldades ao tentar aperfeiçoar isso.

PARK HANBIN: A coreografia do trecho ‘big shot’ pede que a gente fique em um pé só por algum tempo, e é bem desafiador não perder o equilíbrio naquele momento.

Evnne em coletiva de imprensa

Qual música do ‘Un:SEEN’ combinaria melhor na trilha de um filme sobre suas vidas?

PARK HANBIN: Eu gosto da faixa ‘K.O. (Keep On)’ porque a vibe geral da música é ao mesmo tempo muito esperançosa e tem muita paixão. Acho que combinaria bem.

MUN JUNGHYUN: Eu também escolheria ‘K.O’ porque o nome sugere que a gente siga em frente sem limitações. Acho que faz muito sentido com a ambição do nosso grupo.

 

Para KEITA: O que significou para você ter sido escolhido como líder, principalmente sendo um membro estrangeiro?

KEITA: Inicialmente, eu senti muita pressão em assumir esse papel, principalmente durante as promoções de nosso primeiro álbum, quando eu não sabia se estava cumprindo a função de forma correta. Mas, com o tempo, eu percebi que os membros seguem bem as minhas direções, então fui sentindo menos a pressão. Hoje, meu esforço é para sempre criar um ambiente em que cada um dos integrantes possa livremente expressar suas opiniões.

 

Qual o seu maior objetivo ou sonho como grupo?

YOO SEUNGEON: Seria ganhar o primeiro lugar em um music show*. Nesse comeback, chegamos ao top dos charts no Bugs e gostaria de ter o mesmo sucesso em outros charts também, principalmente sonho em algum dia entrar nas paradas da Billboard.

MUN JUNGHYUN: Eu aprendi a sonhar alto, então espero um dia chegar ao topo da Billboard. Esse é o maior dos objetivos.

*A coletiva aconteceu exatamente uma semana antes de o EVNNE ter seu primeiro win.

________________________________

Agradecimentos à Helix Publicity e Jellyfish Entertainment
Fotos: Cortesia de Jellyfish Entertainment

Share