Current Date:junho 25, 2021

Ronen Rubinstein fala sobre a importância de sua segunda família e um dos motivos que o fez assumir a bissexualidade

Ter um artista ou personagem como inspiração ou até mesmo modelo a ser seguido é algo muito comum na vida de qualquer pessoa e muito importante também, já que são essas figuras que vão nos guiar em momentos especiais e até mesmo decisivos em nossas vidas. E para o ator Ronen Rubinstein, que dá vida ao paramédico TK Strand na série americana 9-1-1: Lone Star duas figuras que o ajudaram a ter a coragem para assumir sua bissexualidade foi o seu próprio personagem e os fãs da série e de TK, apelido para Tyler Kennedy.Em uma entrevista para a revista People o ator falou sobre o assunto.

“O apoio e amor dos fãs foi um dos grandes motivos do porque eu me assumi. Eles tem sido tão abertos e sinceros comigo, então para retornar o favor, eu senti que era a hora de ser sincero com eles.”

Ronen, que se assumiu publicamente em abril, conta que tinha medo de falar sobre sua sexualidade com seus pais, que são imigrantes da União Soviética, quando estava crescendo.

“Na União Soviética, a comunidade LGBTQ não era bem vinda de forma alguma, então não posso culpar meus pais pela forma como eles foram criados e o que eles aprendiam. E na América, tinha essa pressão em ser durão e masculino. No colegial eu via pessoas apanhando apenas por serem gay. Era um lugar assustador para você explorar sua sexualidade.”

Mas foi quando se mudou para LA de Staten Island em 2017, para seguir a carreira de ator, que ele passou a conhecer pessoas que eram mais abertas, como seu parceiro de cena, Rafael Silva. Ao fazer um teste para Lone Star com o parceiro de cena, Rubinstein conta que sentiu uma conexão enorme. A cena? Os personagens de Rafael e Ronen, Carlos e TK respectivamente, entram na casa de Carlos se pegando com tudo. Ronen conta que eles se conheceram cinco minutos antes do teste, mas que já tinha um conforto entre os dois desde sempre.

A química, e a atuação dos dois, foi tão boa que Ronen ganhou  o papel de TK e Rafael o do policial Carlos Reyes, que logo na primeira temporada se tornam um casal para a alegria dos fãs, que são completamente apaixonados por Tarlos, como eles carinhosamente apelidaram o casal. Rafael chegou a falar sobre a importância do casal na série.

“Eu acho que as pessoas estavam desejando uma relação como essa na tv. É um casal tão importante de ser ter na televisão. Nos filmes LGBTQIA+ e na tv, geralmente alguém no final da história morre. O que isso diz é ‘Ei, nem se incomode em apoiá-los. Eles não vão sobreviver até o final.’ Nós temos a chance de mudar a história. É aí que Tarlos entra.”

E foi depois que Rubinstein contou para Silva que é bi que a amizade entre os dois se fortaleceu ainda mais. Rafael conta como foi o momento em que Ronen compartilhou com ele sobre sua sexualidade.

“Nós estávamos filmando, e ele meio que falou ‘Eu sou bissexual’. Definitivamente fez com que a gente se tornasse ainda mais próximos porque é difícil beijar alguém e estar fazendo todas essas coisas na frente da câmera e assim que a câmera para de gravar, é tipo ‘Beleza, bom trabalho, irmão.’ A amizade se fortaleceu porque ele me permitiu que eu o visse.”

E Ronen afirma. “Foi realmente libertador e lindo.”

Mas não foi apenas para o parceiro de cena que Ronen confidenciou sobre ser bi. Chaise Dennis, figurinista e amigo pessoal do ator, também foi uma das primeiras pessoas a saber.

Reprodução: People Magazine/Nolwen Cifuentes

“Eu disse para o Ronen um dia, ‘Você vai ser o próximo ícone hétero para caras gays’. Ele me respondeu ‘Calma. Não tão hétero assim.’ Com o tempo ficou claro que ele queria ser mais livre com ele mesmo.”

E para Ronen ter Rafael e Chaise como pessoas que ele considera sua segunda família é de extrema importância.

“Quando sua família de sangue mão é a que mais apoia ou apenas não entendem, é muito crucial ter uma segunda família feita de amigos para ser seu sistema de apoio. Eu senti muito isso. Eu estou tão feliz que posso ser o Ronen de verdade. ponto. Esses homens lindos me ajudaram muito.”

Para completar essa segunda família tão importante e especial para Ronen tem a sua namorada, a também atriz Jessica Parker Kennedy que, segundo o ator, é seu mundo e quem tem sido seu sistema de apoio desde o primeiro dia, e com quem o ator pode falar sobre coisas sobre as quais ele não falaria com ninguém. O casal estava assistindo a uma cena um tanto quanto quente entre Carlos e TK, quando a atriz Jessica questionou o ator se ele queria falar alguma coisa.

 

View this post on Instagram

 

A post shared by Jessica Parker Kennedy (@jparkerk3)

“Eu disse que sim. Foi o maior incentivo em formato de chute na bunda (para eu me assumir). De vez em quando pode ser muita coisa você dividir isso com sua parceira. Não é a transição mais fácil, mas ela tem lidado de forma linda e respeitosa. O apoio dela foi tudo o que eu precisava. Ela me mantém com os pés no chão. Com ela, tem sido um lindo próximo capítulo em nossa relação. Ela é minha rocha – eu realmente entendo o que isso significa agora.”

Por interpretar TK e por ser tão aberto sobre sua história, Ronen espera que ele possa ajudar os outros a se aceitarem por completo.

“Eu já falei com vários bombeiros e policiais de 30, 40, 50, 60 anos e eles falam ‘Você é a primeira pessoa que fez a gente se ver em alguém.’ Isso é inacreditável. Eu sempre digo que se eu tivesse um Tarlos quando estava crescendo, as coisas teriam sido diferentes. Existem tantos pequenos Ronens lá fora que ainda estão aterrorizados. Eu vou continuar lutando por eles até que eles não tenham que ter mais medo. Meu trabalho é fazer com que as pessoas se sintam confortáveis com elas mesmas e saibam que não estão sozinhas.”

Sem sombra de dúvidas Ronen está ajudando e inspirando muitas pessoas mundo afora que são fãs da série e de seu trabalho a se aceitarem, dividirem com pessoas confiáveis e serem mais livres e felizes.